logo-alltech_pt

A Alltech, sediada em Lexington, no estado de Kentucky (EUA), está entre as dez maiores do mundo em saúde e nutrição animal. A empresa, presente em 128 países, com três centros de biociências e 77 instalações fabris localizadas em locais estratégicos, desenvolve soluções científicas naturais para os atuais desafios enfrentados pelos setores agrícola e de alimentos. O diretor comercial, Clodys Alberto Menacho Ruiz, ressalta a importância da sustentabilidade na produção.

Quais são os principais focos de desenvolvimento de sua empresa neste momento?

A Alltech é uma empresa com foco em nutrição para animais de produção e de companhia. Desenvolvemos soluções baseadas na fermentação de leveduras, utilizando tecnologia de ponta e modernos processos de fabricação e qualidade para garantir o melhor para o nosso cliente. O desenvolvimento de soluções à base de fermentação de algas é um dos pontos de atenção da empresa neste momento. Além disso, a Alltech tem as divisões Crop Science, que atua na nutrição de plantações e cultivos, e a de bebidas, destinada a produzir destilados e cervejas especiais.

A empresa procura ser sustentável? Se sim, com quais medidas?

A sustentabilidade faz parte da identidade da Alltech. Nossa atuação é baseada no princípio ACE (Animal, Consumer, Environment). Queremos promover uma nutrição mais adequada para animais e seres humanos, ao cuidar do ambiente e dos recursos existentes para as gerações futuras. O All-G Rich, nossa solução à base da algas, é um excelente exemplo deste conceito, pois sabemos que recursos como farinha e óleo de peixe são fontes finitas. Podemos ainda citar a linha de minerais orgânicos da Alltech, Bioplex, que tem uma taxa de inclusão mais baixa quando comparada aos inorgânicos e, por não conter minerais pesados, contribui para a preservação do meio ambiente.

As comunidades próximas às áreas onde a Alltech está localizada também fazem parte deste tripé.  Um dos projetos sustentáveis em destaque é o Café Citadelle. O Dr. Pearse Lyons, presidente e fundador da Alltech, visitou o Haiti logo após o terremoto que devastou o país em 2010 e implantou um projeto de produção de café com o propósito de gerar emprego e renda para as comunidades locais.

Em sua opinião, quais são os principais desafios do setor? E como agir para solucioná-los?

Eu entendo que devemos vislumbrar os cenários político e econômico do país como oportunidade. Alguns setores são mais afetados enquanto outros mantêm o nível de crescimento. A humanização dos animais de estimação representa grandes oportunidades para as indústrias, então devemos continuar unidos na busca pela solução para as questões tributárias que envolvem o segmento de Pet Food. Além disso, a cotação do dólar favorece as exportações justamente para um setor forte do Brasil.   As ideias e os investimentos têm de ocorrer nos momentos de crise, assim, quando a economia volta ao normal, a empresa está pronta para o sucesso. Não existe fórmula mágica, simplesmente devemos seguir trabalhando com muito entusiasmo e com a cabeça aberta às oportunidades.

Por quais motivos optou por se associar à Abinpet e quais são suas expectativas?

O mercado no Brasil tem se desenvolvido muito nos últimos anos e acreditamos que ainda há muito crescimento por vir. A Abinpet é uma forma de reunir os interesses da indústria de alimentação e dos consumidores, para tornar o Brasil uma referência no setor pet.

Acesse:  http://pt.alltech.com/.

pet-society

Em um ambiente cada vez mais exigente e tecnológico, a Pet Society se destaca por oferecer produtos de qualidade para higiene, embelezamento e saúde animal. O gerente de negócios internacionais, Leandro Malatesta Teixeira, fala sobre os produtos e principais pilares da empresa.

Quais são os principais focos de desenvolvimento de sua empresa neste momento?
Nosso foco do momento são inovações na área de grooming (tosa, produtos para banho e embelezamento) e na área cosmecêutica (uma fórmula que fica entre produtos farmacêuticos e cosméticos). Além disso, nossa fabricação inclui ingredientes naturais para manter a saúde do animal.

Quais benefícios a expansão que o setor tem sofrido está trazendo para a sua empresa?
A expansão trouxe maior profissionalização do mercado pet e, para a nossa empresa, reconhecimento da marca perante os consumidores e percepção do comprador sobre produto de qualidade, fazendo com que busquem produtos bons e eficazes.

Quais são os seus diferenciais?
Os três principais pilares são: inovação, qualidade e eficácia. A Pet Society está sempre procurando ingredientes de alta qualidade fora do Brasil para atender da melhor forma possível o mercado de tosa e veterinário. Queremos solucionar o problema do consumidor e oferecer satisfação ao usuário do produto, pois, desta forma, conseguimos atestar a qualidade dos produtos.

Por quais motivos optou por se associar à Abinpet e quais são suas expectativas?
Inicialmente, fizemos a parceria por conta do projeto com a Apex-Brasil, para entrar no projeto de exportações. Esperamos que a Abinpet nos ajude sempre a entender e conhecer melhor o mercado pet para avançarmos cada vez mais.

Acesse: www.petsociety.com.br.

sario

O Grupo Sarlo, que está no mercado há 25 anos, oferece aos seus consumidores três diferentes linhas com produtos para lagos e aquários: Acquafauna, tratamento e testes de água; Sarlo Better, bombas d´água criadas para otimizar o consumo de energia, com maior rendimento e menor aquecimento; e Sarlo Pond, equipamentos para lagos ornamentais. O diretor industrial da companhia, Vlademir Sarlo, fala um pouco sobre perspectivas e desafios abaixo.

Quais são os principais focos de desenvolvimento de sua empresa neste momento?
A Sarlo se posiciona como um fabricante de produtos para movimentação e tratamento de água. No momento, estamos concentrados no desenvolvimento de bombas de água e filtros com melhor desempenho e elevada eficiência energética.

Por que escolheram uma empresa com foco em aquários e lago?
A idéia de montar a indústria surgiu há mais de 30 anos, quando a minha família possuía uma avicultura com forte atuação em aquariofilia. Naquela época, os produtos para aquários eram muito caros e, em sua maioria, importados. Meu pai, que sempre foi empreendedor, decidiu montar a empresa unindo seus conhecimentos de eletro, eletrônica e mecânica.

Vocês encontraram dificuldades por se preocuparem com o meio ambiente? Quais e como contornaram este desafio?
Por gostarmos de animais e da natureza sempre nos preocupamos com o meio ambiente. Infelizmente, para a grande maioria da população, é difícil até mesmo reciclar o lixo doméstico, e uma das grandes causas é a falta de apoio do poder público. De qualquer forma, procuramos fazer o que está ao nosso alcance, como, por exemplo: muito antes da falta d’água ser uma preocupação para empresas e pessoas, nós já reaproveitávamos água da chuva e nossos telhados já eram pintados de branco (isso reduz a temperatura interna do ambiente, evitando o uso de ar condicionado e conseqüentemente economizando energia – não compromete os recursos hídricos, já que a maior parte da energia produzida no Brasil é proveniente de usinas hidrelétricas.)

Por quais motivos optou por se associar à Abinpet e quais são suas expectativas?
Acreditamos que a união de empresas é a melhor forma para se enfrentar os desafios que encontramos para empreender no Brasil e a Abinpet, com uma equipe bastante comprometida, é a associação que melhor nos representa hoje.

Acesse: www.gruposarlo.com.br.

botica-animal

Os pets fazem parte da família e, pensando no seu bem estar, a Botica Animal auxilia a prevenir e tratar os problemas de saúde mais comuns nos animais de estimação utilizando plantas e elementos naturais na medicina veterinária como cenoura, beterraba e alcachofra, por exemplo. O sócio-fundador da companhia, Fernando Pires, fala um pouco sobre o seu mercado e benefícios do seu produto.

Quais são os principais focos de desenvolvimento de sua empresa neste momento?
O nosso principal foco de desenvolvimento no momento é difundir para os veterinários e donos dos pets o conceito da utilização de plantas e elementos naturais na medicina veterinária como forma de prevenção e tratamento para problemas de saúde dos animais de estimação Além disso, pretendemos atingir o mercado externo.

Quais os benefícios que os produtos naturais apresentam ao convívio diário do proprietário com seu animal de estimação?
O grande benefício é a qualidade de vida do animal, que vai viver melhor com o uso desses medicamentos naturais, prevenindo e tratando possíveis doenças e isso, consequentemente, atinge o dono, que terá um animal saudável e feliz.

A expansão do setor pet trouxe benefícios para o seu negócio?
Somos os únicos no setor que produz esse tipo de suplementação no Brasil, não sentimos nem a expansão nem a crise. Mas consegui observar com clareza que os animais fazem cada vez mais parte da família e os donos não deixam de cuidar dos mesmos, independente da situação financeira que a economia esteja.

Por quais motivos optou por se associar à Abinpet e quais são suas expectativas?
O principal motivo da associação com a Abinpet é porque queremos alcançar o mercado externo, exportar os nossos produtos, e a Abinpet tem ajudado muito disponibilizando informações preciosas sobre o setor.

Acesse: www.boticaanimal.com.br.