Palavra do Presidente 2020

 

José Edson Galvão de França, presidente-executivo da Abinpet – Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação.

 

Nas últimas décadas, o setor pet tem se tornado cada vez mais dinâmico. No Brasil, em toda América Latina e no mundo, novos produtos, serviços e demandas tem criado oportunidades e mudanças. A indústria brasileira tem feito sua parte, de maneira criativa e garantindo qualidade que permite que o produto pet nacional alcance fronteiras internacionais.

Já não há dúvidas de que a interação humano/animal traz benefícios de toda sorte, para todo tipo de família. A longevidade e o estilo de vida solitário das cidades tornaram os pets verdadeiros membros da família. Casais sem filhos ou com somente um filho, e idosos que buscam no pet uma companhia afetiva têm um novo amigo. A mudança de hábito é também amparada pela ciência, pois hoje já existem diversos estudos que apontam melhora de pacientes que recebem a TAA – terapia assistida por animais.

Tudo isso faz com que os donos aumentem os cuidados com a saúde dos pets, e invistam mais em alimentação, acessórios, medicamentos, visitas ao veterinário, creches e nos serviços de profissionais do ramo, como dog walkers e pet sitters, que agora passam a utilizar a tecnologia para encontrar novos clientes e movimentar ainda mais o mercado.

A Abinpet atua incessantemente para dar cada vez mais fôlego aos negócios de nosso segmento. Uma de nossas principais pautas é, justamente, a essencialidade de nossos produtos e de nossos profissionais. No entanto, a carga tributária que enfrentamos continua alta, e representa mais de 51% do custo final do produto mais comercializado, o pet food. Ou seja, para o consumidor, a cada R$ 1 gasto com a ração que oferece a seu pet, mais de R$ 0,51 são referentes aos impostos. Sabemos que ainda há muito a ser feito.

Compreendemos que, ao passo que nossos pets são progressivamente mais importantes para a sociedade, nossa responsabilidade aumenta cada vez mais. E temos muito orgulho disso.